30/10/2008

Você também defende a visita a sites sociais no trabalho?

Esse post foi inspirado nesta notícia

Relatório recomenda visitas a sites sociais no trabalho

Esses dias eu estava precisando de uma sugestão de produtora de Vídeo para providenciar o Vídeo Institucional do lugar que trabalho. Pesquisei na internet, mas nada me chamou a atenção. Até que tive a idéia de entrar no MSN e no ORKUT para pedir recomendações.

Aqui é tudo bloqueado, mas dei um jeito. Acessei o link do MSN online, entrei, chamei um amigo que trabalha com eventos e graças a ele cheguei até a VTCine. O vídeo é pra semana que vem já, nem foi gravado ainda, mas só de saber que a produção está em boas mãos, me deixa um tanto quanto aliviada.

No Orkut entrei para mandar recado, solicitando contato de um amigo que é fotógrafo, mas que recentemente tinha mudado o número do celular. Só assim consegui contatá-lo e pedir um orçamento também para o tal evento. No dia seguinte tentei entrar novamente acesssando http://webmessenger.com e estava bloqueado. ÓH Céus! Chega a ser ridículo isso, porque a empresa trata o funcionário como um ser irresponsável, como se não soubesse de suas obrigações.

Existem pessoas sim que abusam, mas generalizar também já é demais. Cada caso é um caso. Sou dinâmica, faço mil coisas ao mesmo tempo e MSN, dentre outras ferramentas do tipo, jamais me atrapalharam. Desde que você dê conta do trabalho, atenda a prazos, metas, qual é o problema?

É por conta disso, dentre outras coisas que em um futuro muito próximo, quero estar bem longe daqui.

3 comentários:

Rodrigo Piva disse...

Bom-senso é tudo. A própria pessoa tem de saber se pode não acessar os sites de relacionamento. Se estiver lotada de trabalhos urgentes e ficar trocando recados, claro, é uma irresponsabilidade, agora, pq não dar uma olhada "como estão as coisas" se está tudo escaminhado, organizado e dentro dos prazos? :-)

Beijo

Fabiola Moreira disse...

Com certeza!!! Já trabalhei em lugares que bloqueiam o acesso ao orkut e msn... acabou me limitando mesmo...

Agora estou em outra empresa que não faz isso... Graças a Deus! Sempre cumpri minha demandas no prazo (ou antes de terminá-lo).

Como diz o texto, proibir essas ferramentas dá a entender que o chefe nos acham irresponsáveis. Se é assim, pq estamos na empresa dele?

Mauro Segura disse...

Oi, Trika. Parabéns pelo seu blog. Realmente você tem razão, no mundo de hoje soa meio absurdo ter ainda empresas que pensam dessa forma. Eu participei de um evento na ABERJE-Rio que teve a presença de 160 profissionais de comunicação. Perguntei à platéia, se as empresas, em que trabalhavam, permitiam aos funcionários acessarem e usarem MSN e redes sociais em seus ambientes de trabalho (orkuts da vida). Aproximadamente metade da audiência respondeu que tinha acesso ao MSN em seu trabalho, mas menos de 1/3 respondeu dizendo ter acesso às redes sociais ou facilidade para criar blogs. Ou seja, as empresas ainda estão engatinhando nesse novo mundo interativo digital. Veja aqui o post que escrevi sobre esse tema: http://aquintaonda.blogspot.com/2008/10/o-e-mail-nao-sera-extinto-ate-2015.html